• Félix Rodrigues

A água-de-colónia foi criada na ilha de São Miguel nos Açores e não em Colónia na Alemanha

A hoje designada água de Colónia, é um perfume que nasceu em Rosto do Cão, na ilha de São Miguel, nos Açores, em casa de Jorge Nuno Botelho, no Poço Velho, São Roque. Usava como ingrediente principal a essência da Flor de Laranjeira que era a sua componente principal desde 1582.

Mais tarde Johann Maria Farina (1685-1766), italiano, levou a receita da sua composição, no final do século XVII para a cidade de Colónia, na Alemanha onde a firma Farina Gegenüber, começou a produzi-la.

Este Jorge Botelho foi um grande guerreiro/militar que tinha que defender a entrada de Piratas na ilha de São Miguel, desde a Praia dos Santos, Praia de Poço Velho, Praia das Melícias e Pópulo com uma Bandeira de 250 homens de armas, e recebia, 200 mil Cruzados por ano de Tença, no tempo de Dom João III, Rei de Portugal.

A água de Colónia que é efetivamente uma água de toilette, foi e é extremamente apreciada porque o seu aroma era bastante inovador, por se tratar de uma fragrância muito fresca, em contraposição aos aromas muito fortes que se usavam então.



Texto de Mário Jorge Costa


2,190 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores