• Félix Rodrigues

Análise diária à Covid-19 (10/7/2020): Mais três casos nos Açores e 402 no País

Hoje, detetaram-se três novos casos de Covid-19 em passageiros desembarcados na Região Autónoma dos Açores. Os três casos sinalizados ocorreram na ilha de São Miguel. Dois casos foram detetados à chegada e o terceiro foi detetado apenas ao sexto dia após a chegada com um segundo teste.

Um dos detetados voltou para o continente no dia seguinte, tendo sido a autoridade nacional de saúde informada.

A nível nacional temos hoje novos 402 casos de infeção, valor que continua a ser superior ao esperado, indiciando crescimento médio da infeção. Amanhã certamente haverá uma redução do número de casos se se verificar, como vem sendo habitual o “efeito de fim de semana” Temos agora acumulados no país 45679 casos de infeção. O número de óbitos de hoje são 2, o que revela que a letalidade se tem mantido nos últimos tempos nos 3,6%. Na globalidade a mortalidade global está acima da média móvel dos últimos 7 dias. O número reprodutivo diário R(t) continua muito próximo de um, mas ligeiramente abaixo desse valor, o que parece querer indicar podemos continuar com valor diários médios na próxima semana próximos dos valores desta semana.

Começamos todos a ver e a perceber que não havendo sistematização de dados, controlo das cadeias de transmissão, a degradação da imagem do país irá degradar-se e as consequências económicas serão cada vez mais nefastas. Continua-se a esperar pela APP que aparentemente já está feita e que não há forma de ser implementada. Não sabemos se os portugueses irão aderir, mas se não o fizerem a situação epidemiológica será cada vez mais difícil de controlar se se insistir na mesma estratégia e se mantiver a velocidade com que os testes epidemiológicos são feitos.

Neste momento há uma tendência nos Estados Unidos de fazer o mesmo que Portugal tem feito nos últimos tempos que é comparar outros indicadores para contradizer os indicadores dos outros.

O Wall Street Journal diz que os Estados Unidos registaram menos mortes por 100.000 habitantes do que o Reino Unido, Espanha, Itália e França. Isso é verdade, mas é quase igual a querer comparar o Algarve com todo o Reino Unido. A haver comparações deveriam ser feitas com toda a EU ou toda a Europa, mas, entende o mesmo jornal que isso não deve ser feito porque há locais na Europa que se saíram bem e outros que se saíram mal, acontecendo o mesmo com alguns Estados dos Estados Unidos. A grande conclusão é mais ou menos esta: Cada um compara-se com aquilo que lhe dá mais jeito, o que interessa é não ter infecção e controlá-la.


Félix Rodrigues


64 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores