• Félix Rodrigues

Análise diária da infecção por SARS-Cov-2 em Portugal (13/7/2020): E as outras mortalidades?

Amanhã o número global de infetados no mundo ultrapassará os 13 milhões, com os Estados Unidos com cerca de 3,5 milhões de infetados e o Brasil a caminho dos 2 milhões. Quanto a nós, Portugal, preparamo-nos para passar à frente da Holanda, país que tanto criticámos. Temos hoje mais 306 novos casos, mais do que ontem, mas sem uma diferença que se possa considerar importante, totalizando 46818 casos acumulados de infeção.

Relativamente ao número de óbitos, são mais dois, totalizando 1662 óbitos acumulados. A taxa de letalidade por Covid-19 tem estado a decrescer localizando-se hoje nos 3,5%.


Apesar da maioria dos países se centrar na análise da letalidade provocada por SARS-CoV-2, é preocupante as outras mortalidades que têm estado a crescer e aparentemente coassociadas ao fenómeno Covid-19.

Um estudo Norte-Americano conclui que nos Estados Unidos há 35% da mortalidade que acresce à do Covid-19, ou seja, um número considerável de morte por diabetes, por problemas cardíacos, Alzheimer, etc.

Em Portugal também continuamos a ter excesso de mortalidade se retirarmos desastres como o de Pedrogão. Alguns certamente que estão associados a incêndios e inalação de fumos que infelizmente começa a fazer parte do verão português e que não são explicados pelo Covid-19, dado que a letalidade dos últimos tempos é muito baixa.

No gráfico apresenta-se o excesso de mortalidade nalgumas cidades e Estados americanos, por diabetes.


Félix Rodrigues


48 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores