• Félix Rodrigues

Análise diária da infecção por SARS-CoV-2 em Portugal (22/7/2020): Foi sol de pouca dura

Afinal foi sol de pouca dura, ou o dito efeito de fim de semana prolongou-se. Temos hoje mais 252 infetados, o que corresponde a uma subida de 98% relativamente aos casos de ontem de infeção por SARS-CoV-2 em Portugal. Ultrapassamos hoje a barreira dos 49000 infetados (49150 casos de infeção acumulados no país).

O número de mortes (hoje mais 5) têm-se mantido dentro de uma taxa de letalidade diária que ronda os 2%. Hoje ultrapassamos a marca das 17 centenas de óbitos por Covid-19 (1702 óbitos acumulados) com uma taxa de letalidade global no país em cerca de 3,5%.

E certamente teremos uma vacina. As investigações têm avançado muito rapidamente com resultados muito satisfatórios no Reino Unido, na China, na Alemanha e nos Estados Unidos.

O mundo bem que precisa de uma vacina para não paralisar toda a economia ou relações internacionais. Hoje atingiremos no mundo os 15 milhões de infetados com uma letalidade média de 4,1%, o que significa que se o mundo for todo infetado perder-se-á 5% da população humana.

Os Estados Unidos atingirão amanhã os 4 milhões de infetados com cerca de 143 mil mortes. O máximo que em tom de brincadeira Trump referia (200 000 mortes), será certamente uma realidade.

Relativamente à nossa posição na tabela da infeção, estamos exatamente abaixo da Holanda, e vamos ultrapassá-la em número de infetados global, e acima de Singapura, que nos pode ultrapassar outra vez. Singapura começa a ter uma nova vaga de infeção, apesar dessa vaga ter um crescimento lento, tal qual como Portugal.



Félix Rodrigues


79 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores