• Félix Rodrigues

Análise diária da infecção por SARS-CoV-2 em Portugal (25/7/2020): E as reinfecções?

Hoje temos mais 263 casos de infecção por SARS-CoV-2 em Portugal. O número é menor do que o de ontem, mas isso não significa nada pois estamos em “fim-de-semana”. Totalizamos no país 49995 casos de infeção.

O número de obtidos (4) baixou de ontem para hoje, mas continuamos a ter um enorme crescimento da mortalidade global em Portugal relativamente aos anos anteriores. Por exemplo, no dia 19 de julho, tivemos mais 110 óbitos do que no mesmo dia do ano passado. No dia 18 de julho, tivemos mais 155 óbitos do que o mesmo dia do ano passado. Há muitos mais exemplos.

Totalizamos hoje 1716 óbitos por Covid-19 em Portugal.

Há relatos de reinfecção pelo novo coronavírus, o que poderá levar a doenças muito prolongadas. Isso tem preocupado muita gente. Ora, um decréscimo de anticorpos no organismo é normal após algumas semanas depois da infecção, mas um novo estudo revela que as pessoas poderão proteger-se de outras formas.

Os anticorpos não são a única forma de proteção contra patógenos. Por exemplo o coronavírus também provoca uma reação das células imunológicas (células T) que podem eliminar o vírus. Pouco se sabe sobre quanto tempo essas células T persistem no organismo. Sabe-se que aquelas que reconhecem outros coronavírus podem permanecer por toda a vida no organismo.

No estudo agora revelado, realizado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia do Sul, foram investigados 285 casos de reinfeção e descobriu-se que vários dos segundos positivos surgiram dois meses após a primeira infeção e, em um caso, 82 dias depois. Quase metade das pessoas tiveram sintomas no segundo teste, mas os investigadores não conseguiram cultivar vírus vivos a partir de nenhuma das amostras de pessoas reinfectadas, o que significa que essas pessoas não transmitem o vírus.

Hoje, Singapura voltou a passar-nos à frente. Estamos agora a ser perseguidos pela Roménia (com 19,41 milhões de habitantes) que tem neste momento 43678 casos acumulados de infeção e 1712 mortes. A Roménia tem uma taxa de letalidade mais baixa do que Portugal. O número diário de infeções na Roménia é praticamente idêntico ao de Portugal, por isso, não é fácil prever se nos passará à frente em termos de infeção.

Segue-se a Guatemala (com 17,25 milhões de habitantes) que tem 43283 casos de infeção e 1669 óbitos. Dada a velocidade de crescimento da infeção nesse país, brevemente nos ultrapassará na tabela mundial da infeção. Também brevemente Portugal ultrapassará a Holanda em termos de casos acumulados.

Esta foto é de Megan Kent, uma americana reinfectada, para que se perceba que não há por detrás disso nenhuma teoria da conspiração.



Félix Rodrigues

37 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores