• Tomaz Ponce Dentinho

Contaram-me como era pesado


Contaram-me como era pesado

o poente de um poema

sobre uma imagem

de encruzilhada arborizada.

Houve até mares alucinados


na evidência de um desenho

a manter frívolos sabores

a ordenar-me

não colher mais flores.

Eu que apenas descia

rios misteriosos

disse-lhes o meu nome gravado

enquanto me estendia ao vento

a pedir-lhes que fizessem uma chave

destas que o amor humano

anda sempre a perder.


Francisco Peixoto 59

3 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores