• Tomaz Ponce Dentinho

Dar vida a plantas congeladas no solo da Sibéria há 32.000 anos


Margit Laimer do Instituto Boku de Biotecnologia Molecular, e que há alguns anos foi Professora do Departamento de Ciências Agrárias da Universidade dos Açores, coordenou a equipa que deu vida a plantas congeladas no solo da Sibéria há 32.000 anos.

Da família dos cravos "Silene stenophylla" sobreviveu por milhares de anos no solo gelado da Sibéria. Em 2012, cientistas russos trabalharam com material vegetal proveniente de cavernas subterrâneas escavadas por esquilos terrestres há 32 mil anos e usadas como esconderijos de alimentos. As sementes estavam agora cerca de 38 metros abaixo da superfície dos solos gelados da Sibéria, que nunca tinham sido descongelados durante todo o período. Os investigadores pegaram tecido embrionário de frutas ainda verdes do tipo "Silene stenophylla" e desenvolveram pequenas mudanças a partir delas, plantaram e fizeram flores.

"Experiência e instinto"

A especialista em biotecnologia Margit Laimer, do Instituto Boku de Biotecnologia Molecular, recebeu uma das culturas de tecidos da planta de seus colegas russos. Com "muita experiência e instinto", os cientistas conseguiram fazer a planta florescer. As pequenas plantas que se desenvolvem em meio nutriente mostram suas flores brancas em copos transparentes. Margit realçou que "As condições de cultivo eram obviamente tão boas para Silene florescer".

Agora, análises genéticas serão usadas para investigar como o genoma da planta se desenvolveu e como a planta se adaptou às condições climáticas da época. Ao compará-los com os parentes de hoje, que incluem ervas e cravos, os cientistas querem investigar como a evolução desse gênero de plantas ocorreu, ou seja, o que mudou no genoma dos parentes mais próximos nos últimos 32.000 anos.

Parabéns aos vienenses e aos russos.

https://kurier.at/wissen/wissenschaft/wiener-forscher-brachten-32000-jahre-alte-pflanze-wieder-zum-bluehen/400949645

33 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores