• Félix Rodrigues

Efeito da quarta-feira na infecção Lusa quando se percebe que a Terra teve uma "Antropopausa".

Nos Açores detectou-se mais uma caso de infeção por Sars-CoV-2 na ilha de São Miguel, de mais um turista.

Temos hoje mais 203 casos de infecção por Sars-CoV-2 em Portugal. Isso representaria uma subida de 83% dos casos. Isso não é exatamente uma tendência, é o prolongamento do efeito de fim de semana que passou a atrasar-se e a verificar-se à quarta-feira. E como se explica? Talvez pelo facto de começarem a ficar análises em “lista de espera” porque a função pública não trabalha ao sábado e domingo. É triste que nunca se usem os modelos de previsão para atempadamente darmos conta das tarefas que têm que ser forçosamente executadas. Relativamente à quarta-feira da semana passada subimos em números de infeções.

Totalizam-se hoje em Portugal 50613 casos de infeção. Há também a lamentar mais três óbitos, valores anormalmente baixos como se têm vindo a verificar, dado o excesso de mortalidade que se verifica neste momento. O total de óbitos acumulados são agora 1725.

Temos sempre que aprender e de uma forma ou outra que há sempre processos que nos permitem verificar aquilo que se diz: se verdade ou mentira. No mapa que se apresenta, sobre microssismicidade, vemos que países fizeram ou não confinamento adequado.

Os sismógrafos têm detetado o efeito do confinamento durante a pandemia de SARS-CoV-2.

No mapa publicado SciTechDaily, as quadrículas a vermelhos indicam os locais onde se registou uma grande diminuição de microssismicidade, e a azul, as regiões ou locais onde não houve variações significativas.

Nos Açores não se observou qualquer efeito do confinamento, se bem que ele tenha sido generalizado. Tal deve-se à baixa densidade populacional.

Esse tipo de análise que só agora foi possível efetuar, permitir-nos-á distinguir o ruído sísmico natural de fundo da atividade humana e assim precisar alguns aspetos da modelação.

Perante o que se acaba de expor, a pandemia de SARS-CoV-2 provocou na terra uma Antropopausa.

A nível mundial, os Estados Unidos da América atingirão brevemente os 150 000 óbitos por Covid-19 e o Brasil os 90 000 óbitos. A curva mundial da infeção contínua exponencial.

A Roménia continua com uma segunda vaga muito superior à primeira, e ultrapassará brevemente Portugal, a Holanda com uma situação parecida com a portuguesa, e a Guatemala que nos segue de perto, está numa primeira vaga crescente, sem apresentação de dados de forma sistemática.

A Nigéria é o segundo país africano mais infetado, com uma grande taxa de crescimento. É um país com 195,9 milhões de habitantes e tem neste momento 41804 infetados e 868 óbitos.

Em termos económicos, começa-se a perceber os enormes impactos da pandemia. Em Portugal a infeção destruiu 180 000 empregos.



Félix Rodrigues

289 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores