• Félix Rodrigues

Incêndio pouco comum na ilha Terceira

Todos sabemos que o clima está a mudar.

Todos sabemos que os Verões vão ser mais quentes e secos e que a consequência disso são mais incêndios.

Os bombeiros do país trabalham arduamente no verão, e com se diz popularmente, "como cães". Não descansam.

Nas ilhas a realidade tem sido um pouco diferente, mas da Madeira, chegam-nos de vez em quando sinais preocupantes.

Essa realidade aplicar-se-á cada vez mais às ilhas açorianas, por isso temos que mudar mais rapidamente os nossos comportamentos do que o clima.

Os sinais começam a aparecer, e um dia, podemos ter incêndios descontrolados.

Este incêndio que ocorreu ontem na ilha Terceira e fotografado por Miguel Mendonça, não é o primeiro que aparece nessa zona da ilha. Já os observei em pastagens. Normalmente não ocorrem aí porque é uma zona mais húmida do que as partes baixas, onde a humidade reduz a probabilidade de ignição.

No verão, aqui e em todo o lado, temos que mudar o nosso comportamento relativamente ao uso do fogo, caso contrário, será ele que nos moldará.



Texto de Félix Rodrigues

5,932 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores