• Félix Rodrigues

Mel biológico da ilha Terceira vai ser comercializado: É pouco, mas a ilha também não é grande

Partilha-se notícia da autoria da jornalista Helena Fagundes, do jornal Diário Insular.


A secção apícola da Cooperativa Agrícola da Ilha Terceira é a primeira organização de produtores terceirense a lançar mel biológico no mercado local.

O mel biológico não pode conter químicos, como antibióticos ou pesticidas.

Esta cooperativa, ligada à Associação Agrícola da Ilha Terceira, tem comercializado mel "convencional", mas, no próximo mês, prepara-se para colocar no mercado também os primeiros 220 quilos de mel biológico.

"Não será o primeiro produzido na Terceira, mas é, tanto quanto sabemos, o primeiro a chegar ao mercado", precisou o responsável pela secção apícola, Paulo Miranda, que sublinhou que o produto poderá ser encontrado no "supermercado habitual".

Um primeiro produtor completou o processo de certificação para produção em modo biológico.

Também a melaria da cooperativa, explicou Paulo Miranda, "tem de reunir várias características, o próprio processo de extração tem de seguir determinados preceitos".

Por exemplo, se se extrair no mesmo dia o mel "convencional" e o biológico, o biológico tem de ser o primeiro. A armazenagem é também feita de forma específica.

"No fundo, a produção convencional tem um manual de boas práticas, que fazemos questão de cumprir, para assegurar uma rastreabilidade. O mel biológico acrescenta mais alguma coisa a essas boas práticas", referiu.

Paulo Miranda sublinhou que o mel obtido através do método de produção mais comum garante nos Açores qualidade, graças à ausência de doenças que afetam as abelhas. Não são, como no Continente, utilizados produtos para combater essas doenças.

Já o mel biológico tem a garantia de "ser escrutinado do princípio ao fim".

Está nos planos da cooperativa uma formação para os produtores sobre o modo de produção biológico. "Para esclarecer as pessoas quanto a toda a parte burocrática, para que aqueles que queiram enveredar por esse modo de produção o possam fazer".

O mel biológico vem, afirmou Paulo Miranda, ao encontro de "um nicho de mercado em crescimento".

A secção apícola da Cooperativa Agrícola da Ilha Terceira conta com 46 associados. Será a cooperativa açoriana que melhor paga o mel aos produtores.



253 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores