• Félix Rodrigues

Não estamos sós na pandemia, mas as máscaras mudam

Temos hoje 406 novos casos de infeção em Portugal, um valor que se situou acima dos 400, três vezes esta semana, o que significa subida da infeção no país.

São hoje quatro os óbitos registados, o dobro dos de ontem, numa tendência média de proporcionalidade entre o número de óbitos e o número de infetados, se bem que e letalidade está muito baixa. Continua a não se verificar nestes tempos excesso de mortalidade no país pelo que se pode à partida confiar nesses números oficiais de óbitos.

A infeção continua a crescer um pouco por todo o mundo e Portugal não pode comparar os seus números aos seis milhões de infetados dos Estados Unidos, nem mesmo em proporções. Se tivéssemos a mesma taxa de infeção que os Estados Unidos e a população desse país, teríamos cerca de 1,9 milhões de infetados o que é muito menos do que se verifica nesse país americano.

Se nos comparássemos com o Brasil em infeção e população, teríamos 1,2 milhões de infetados em vez dos 4 milhões de infetados. Há comparações que não nos são favoráveis e toda a gente as fará, especialmente quando delas tirar proveito.

Muitas máscaras políticas mudam de semana para semana em função da evolução da pandemia. Não estamos sós, estamos em contexto.



Félix Rodrigues

43 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores