• Félix Rodrigues

NASA usa alta tecnologia para traçar mapa de danos em Beirute e ajudar nas buscas

A explosão que ocorreu a 4 de Agosto deste ano no porto de Beirute, Líbano, deixou qualquer um estarrecido, pois até parecia uma bomba atómica, que ocorria dois dias antes do assinalar da data dos 75 anos do lançamento da bomba atómica em Hiroshima.

Todos ficamos com a ideia de que a cidade tinha sido totalmente destruída.

Neste mapa da NASA usam-se pixeis de diferentes tons de amarelo a vermelho, com o vermelho mais escuro a representar os danos mais graves ao redor do Porto de Beirute, para termos uma ideia da escala de destruição. Os pixeis laranja representam danos moderados e pixels amarelos danos leves. Cada pixel corresponde a uma área de cerca de 33 metros.

A NASA defende que o mapa pode ser usado para ajudar a localizar as áreas onde a ajuda humanitária é mais necessária.



Texto de Félix Rodrigues

28 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores