• Félix Rodrigues

Notícia fresquinha de lá de fora: Quasares vão ser estudados a três dimensões

A NASA em parceria com a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Canadian Space Agency vão estudar três Quasares com o telescópio James Webb Space Telescope, a ser lançado em 2021, com um investimento de cerca de 10 mil milhões de dólares.

QUASAR é a abreviação de quasi-stellar radio source ("fonte de rádio quase estelar") ou quasi-stellar object ("objeto quase estelar"). Assim sendo os quasares são objetos astronómicos distantes com uma concentração de energia brutal.

Os buracos negros supermassivos, que provavelmente residem no centro de todas as galáxias, são regiões do espaço extremamente densas e compactas das quais nada - nem mesmo a luz - escapa. Como tal, um buraco negro, com a massa de milhões ou biliões de vezes a massa do nosso Sol, devora toda a matéria, e cerca-se por um disco giratório de gás. Quando o gás desse disco cai em direcção ao buraco negro, liberta-se uma quantidade enorme de energia. Essa energia cria um núcleo galáctico muito brilhante chamado de quasar, cuja luz pode ofuscar muito a luz de toda a sua galáxia hospedeira.

Os quasares são tão "poderosos" que parecem evitar que se formem galáxias e distorcem o espaço-tempo.

Estudar as três dimensões dos quasares dá-nos uma melhor compreensão da energia no Universo.



Texto de Félix Rodrigues e fotografia do Space Telescope Science Institute.

17 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores