• Félix Rodrigues

O Comandante Jorge Jardim que faleceu ontem no acidente do Canadair operou nos Açores

O Piloto Jorge Jardim que faleceu ontem, em acidente aéreo no combate a incêndio no Gerês, foi pioneiro na SATA nos voos comerciais ao Corvo.

Jorge Jardim foi piloto e instrutor do Canadair. Era um homem com 15 mil horas de voo, um ex-comandante da SATA, o primeiro a voar o Dornier num voo comercial ao Corvo. Um lobo do ar. Estava reformado, mas adorava aviões e quis ingressar nas equipas de bombeiros do ar Canadair.

Após carregar água na barragem do Lindoso, o Canadair, pilotado por ele e pelo seu colega espanhol, também comandante, despenhou-se na escarpa da serra que é já território espanhol. O Jorge Jardim morreu no local, de paragem cardíaca; o espanhol conseguiu ser resgatado com vida, mas está entre a vida e a morte.

O Canadair, com dois motores Pratt & Witney de 2500 cavalos cada, consegue colher, e depois transportar, 6 500 litros de água, que, no interior, é misturada com espuma.

À família enlutada e aos amigos, apresentamos as nossas condolências e como portugueses, agradecemos os grandes feitos.



Texto adaptado por Félix Rodrigues do "post" do jornalista João Gago da Câmara.

520 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores