• Félix Rodrigues

Por que é que o Porto Santo se pode confundir com uma ilha dos Açores?

Podemo-nos enganar na geografia, mas em termos históricos, o Porto Santo, no Arquipélago da Madeira, sempre esteve muito ligado ao Arquipélago dos Açores.

Açores, Madeira, Canárias e Cabo Verde pertencem à Bioregião da Macaronésia, logo, o Porto Santo também.

Em termos históricos Bartolomeu Perestrelo, que faleceu no Porto Santo, em 1457, foi um dos primeiros povoadores do arquipélago da Madeira em 1419 ou 1420, juntamente com João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira. Foi Capitão Donatário do Porto Santo.

Depois da morte de Perestrelo a Capitania passa para as mãos da viúva, Isabel Moniz, administradora na menoridade do filho Bartolomeu, a qual logo em 1458 acerta a sua venda por 300 000 reais, com mais 30 000 de juro anual, a Pedro Correia da Cunha, casado com uma sua enteada, Isoa Perestrela.

Pedro Correia da Cunha foi, assim, o segundo capitão donatário da ilha do Porto Santo, mudando-se depois para os Açores, onde se fixaria na ilha Graciosa.

O Capitão Donatário de São Miguel não gostou nada da ilha, achou-a muito feia e fantasmagórica (vejam-se lá as mentalidades) e trocou-a com o Capitão Donatário da Ilha de Santa Maria. Esse também não gostou nada de São Miguel por ser muito húmida, e trocou-a pelo Porto Santo.

Agora percebem porque se pode confundir o Porto Santo com uma ilha dos Açores? É quase igual à Graciosa!


Texto de Félix Rodrigues


193 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores