• Félix Rodrigues

Prémio Nobel da Medicina e Fisiologia de 2020

O prémio Nobel da Medicina deste ano foi atribuído aos virologistas Harvey J. Alter, Charles M. Rice e Michael Houghton pela descoberta do vírus da hepatite C., anunciou o Comité dos Prémios Nobel. Os vencedores vão dividir o prémio, no valor de 10 milhões de coroas suecas — cerca de 955 mil euros.

O virologista norte-americano Harvey J. Alter, 85 anos, investigador dos U.S. National Institutes of Health, em Bethesda, realizou estudos sobre hepatite associada a transfusões de sangue que demonstraram que um vírus desconhecido era uma causa comum de hepatite crónica.

O virologista britânico Michael Houghton, investigador da Universidade de Alberta, no Canadá, usou uma estratégia experimental para isolar o genoma do novo vírus, batizado de vírus da hepatite C.

Finalmente, o virologista norte-americano Charles M. Rice, 68 anos, investigador da Rockefeller University de Nova Iorque, apresentou evidências derradeiras que provaram que este vírus conseguia, sozinho, provocar a doença.



55 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores