• Félix Rodrigues

Se continuarmos assim, um dia seremos feitos de plástico

Oito milhões de toneladas de resíduos plásticos entram todos os anos nos oceanos do mundo. Isso equivale despejar um caminhão de lixo de plástico nos oceanos a cada minuto. Projecta-se que em 2050, haverá mais plástico por peso do que peixes nos oceanos.

Isso é trágico por muitos motivos. Baleias, peixes, aves marinhos, tartarugas e muitos outros animais estão a comer o plástico e a morrer em números assustadores. Muitos estudos tentam estabelecer umaa relação entre os problemas de saúde humana e o consumo de peixes que contêm microplásticos (garrafas e outros itens descartáveis que se quebraram).

A Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, a Ecoteca da Ilha Terceira, a Associação "Os Montanheiros" e a Junta de Freguesia da Vila de São Sebastião, encetam campanha de limpeza da orla costeira da Ilha Terceira.

O impacto do plástico nos oceanos é drástico: Há mais plástico do que peixe.

No Atlântico pode haver dez vezes mais plástico do que se pensava.



Texto de Félix Rodrigues

24 visualizações
acda_cubo.png

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada de Belém

TERINOV - Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira - Sala B4

9700-702 Terra Chã, Angra do Heroísmo

NEWSLETTER

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

© Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores